domingo, 24 de maio de 2015

Presidiários matam sete internos e fazem 100 visitantes reféns

Detentos do Presídio Regional de Feira de Santana, cidade distante 109 km de Salvador, realizam uma rebelião que começou por voltas das 14h30 deste domingo, 24. Sete detentos foram assassinados e cinco ficaram gravemente feridos. Um dos mortos foi degolado.



 De acordo com o diretor do presídio, Cleriston Leite, o motin acontece no pavilhão 10, que tem capacidade para 152 pessoas, mas está com 340 presos. Ainda segundo o diretor, uma briga entre os próprios internos deu início a confusão. "A guerra entre as facções levou-os a se rebelaram. Um grupo quer comandar os presos e por isso eles se desentenderam", afirmou. Cerca de 100 visitantes, em sua maioria familiares dos presos, foram feitos reféns e o grupo pede a presença da imprensa e da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Feira de Santana no local. O comandante da Regional Leste da Polícia Militar, Adelmário Xavier, Luis Antônio Fonseca, representante da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), além do diretor do presídio já negociam com o rebelados. A polícia já apreendeu dois revólveres e uma pistola, além de diversas armas brancas, informou Xavier. Ainda segundo o comandate, o grupo que iniciou a rebelião tentou invadir outro pavilhão do presídio, mas foi impedido
por cerca de 250 agentes penitenciários. O presídio tem capacidade para 608 pessoas, mas atualmente tem 1.500 presos.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *