sexta-feira, 26 de junho de 2015

Funcionários que filmaram corpo de Cristiano Araújo são demitidos e podem ser presos

Dois funcionários serão demitidos por justa causa por terem gravado a preparação do corpo do cantor Cristiano Araújo para seu funeral. As imagens foram registradas na Clínica Oeste na noite de quarta-feira (24) e compartilhadas nas redes sociais, o que gerou a revolta de fãs no Facebook da empresa. Em nota enviada à imprensa, a clínica afirmou que “repudia com veemência o ato dos dois funcionários que, de maneira mórbida, gravaram e divulgaram tais imagens”. “A clínica informa que não é conivente com este tipo de conduta e que já tomou as providências legais para efetuar as demissões por justa causa”, diz o texto. No vídeo, aparecem duas pessoas: um homem de máscara e uma mulher que grava a realização do serviço. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Goiás e acompanhado pelo Ministério Público. Nesta quinta (25), a Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária de Goiás divulgou nota em que informa que “as investigações da Policia Civil e do Instituto de Medicina Legal de Goiás já constataram que as imagens não foram gravadas em instalações do IML” e que “apontam que o local pode ser a sala de um estabelecimento de preparação de corpos para velório e sepultamento e as pessoas que aparecem, funcionários da empresa”. De acordo com o Extra, o documento diz ainda que “as pessoas que participaram do ato criminoso podem ser condenadas à pena de 1 a 3 anos por vilipêndio a cadáver”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *